441 Visualizações ,

Vera Casaca

/ ,

Biografia

Vera Casaca é uma argumentista e realizadora portuguesa, apaixonada por narrativas insólitas e personagens caricatas mas bem exploradas.
Tem como maiores inspirações os Monty Python, Little Britain, Charlie Chaplin e Woody Allen. No seu filme “Ao Telefone com Deus” (2017), uma comédia surrealista protagonizada por Ivo Canelas, Luís Vicente e Sara Matos conseguiu a Lousa de Prata, e para o ator Ivo Canelas o prémio de Melhor Representação no Arouca Film Festival. Neste filme, que passou em vários festivais, na RTP2 e no Canal180, optou por um look Western e uma banda sonora original que se fundiram para criar uma realidade elíptica e mágica. Na recente comédia “Se Poirot Estivesse Aqui” (2019), contou com a participação de Cucha Carvalheiro, Mariana Monteiro e Eduardo Frazão. Este filme retrata a loucura de um casal que cria mil artimanhas para se livrar de uma convidada cleptomaníaca. Sendo esta história uma homenagem aos livros policiais do século XX, Vera pintou-a com uma estética que evocasse a memória de livros antigos.
Vera, é algarvia e estudou Realização na School of Visuals Arts, em Nova York, e Argumento na New York Film Academy (2014). Trabalhou como assistente de realizaçāo na produçāo do filme “Aurora”, Alemanha (2015), e é co-argumentista do projeto “Taxi Stories”. É contribuidora na revista cultural Algarve Informativo na secçāo de cinema. É formadora na ETIC Algarve, no curso de Realizaçāo e na Universidade de Sāo José, Macau, China, no curso de Cinema.

Filmografia

  • Ano Título Função
  • 2020 Taxi Stories Argumento
  • 2019 Se Poirot Estivesse Aqui Realização / Argumento
  • 2017 Ao Telefone com Deus Realização / Argumento
  • 2016 All I Want Realização / Argumento