A Corrida

360 Visualizações
Anacleto corre com um enorme sorriso no rosto junto ao Rio Tejo. A sua silhueta destaca-se de todas as outras: magro, rosto enrugado e garridos ténis cor-de-laranja e verde fluorescente. Toma duche diariamente no Balneário Municipal de Alcântara, rumando de seguida para a sua cama de cartão na Praça do Comércio.
Entre outros sem-abrigo, partilha a sua “morada” com Artur que, certo dia, lhe rouba os seus sapatos de corrida.