Até ao Infinito

220 Visualizações

“Naquela casa, encontram-se vidros estilhaçados numa moldura outrora perfeita. Pedro acarreta no seu peito um colar dado pelo seu pai agora ausente. Obrigado a usar uma máscara todos os dias, liderado pela sua insegurança e proibido de expressar as suas emoções, encontra a estabilidade que lhe é tão necessária em Gonçalo.”